EJ - Escola de Aviação Civil


Quem Somos

Perguntas frequentes

O Cessna 152 é recomendado para o início do treinamento


Leia as dúvidas mais comuns de nossos clientes

  • A Escola: Além das aeronaves e simuladores, quais são os recursos da unidade Itápolis?

    A EJ Itápolis oferece a seus alunos:
    - Salas de aulas amplas, com ar-condicionado, computador, projetor, e outros recursos didáticos;
    - Alojamento: quartos com armário, roupa de cama, frigobar, ar condicionado, área para estudos com internet wireless.
    - Sala de Operações que oferece apoio aos alunos no solo e em voo, proporcionando maior segurança.
    - Salas de Briefing e De-Brienfing modernas, oferecendo um melhor aproveitamento em todos os voos.
    - Aérea de lazer a disposição dos alunos, com churrasqueira, piscina e quadra poliesportiva.
    - Além de todos esses recursos, o Aeroporto de Itápolis dispõe de estacionamento e Restaurante.

  • A Escola: Além das aeronaves e simuladores, quais são os recursos da unidade Jundiaí?

    A EJ Jundiaí oferece a seus alunos:
    - Sala de aula ampla, com ar-condicionado, computador, projetor, e outros recursos didáticos.
    - Sala de Operações que oferece apoio aos alunos no solo e em voo, proporcionando maior segurança.

    - Salas de Espera, com ar condicionado, mobiliário e TV;  
    - Salas de Briefing e De-Brienfing modernas, oferecendo um melhor aproveitamento em todos os voos.
    - Além de todos esses recursos, a EJ Jundiaí ainda tem Estacionamento e Snack bar para maior comodidade dos alunos.

  • A Escola: Como é a instrução de voo na EJ?

    A EJ possui um quadro de instrutores totalmente capacitados. E como a padronização é fundamental, a escola fornece aos alunos manuais exclusivos, para cada curso e aeronave. Acompanhando os manuais, aluno e o instrutor garantem um treinamento contínuo e padronizado.

  • A Escola: Como faço para agendar meus voos?

    O agendamento deverá ser feito através do sistema Flight Center, inclusive com a opção de escolher o instrutor que deseja voar.

  • A Escola: Como faço para realizar meus voos?

    Todos os voos são realizados com um agendamento antecipado através do Sistema Flight Center. O aluno deverá se apresentar com uma hora de antecedência, para que o avião seja preparado e o Briefing seja realizado.

  • A Escola: E como os aviões são mantidos em perfeito estado?

    Para que os aviões estejam sempre operacionais, disponíveis para o treinamento dos alunos, a EJ dispõe de manutenção própria especializada, realizando reparos rápidos e eficientes, oferecendo aos alunos maior segurança e disponibilidade de aeronaves.

  • A Escola: E onde eu encontro a EJ?

    A EJ disponibiliza quatro unidades de operação para melhor atender a todos seus alunos. 1) Itápolis, localizada no interior de São Paulo, 2) Jundiaí, próxima à capital paulista, 3) Americana, próxima a capital paulista e 4) Campo Verde/MT, próxima a Cuiabá. Todas dispõem de recursos similares no que se refere a aviões, simuladores e instrutores, apresentando-se como alternativas que os alunos podem escolher de acordo com a sua conveniência.

  • A Escola: E quando eu terei meu acesso ao Flight Center?

    No ato da matrícula, um cadastro on-line será preenchido, automaticamente será criado um Login e Senha para que a liberação do acesso seja imediata.

  • A Escola: E se aparecer alguma dúvida relativa ao meu treinamento?

    Os instrutores acompanham de perto todas as etapas do voo, proporcionando um treinamento de segurança e maior confiança ao aluno. E caso alguma dúvida apareça, sempre terá um instrutor por perto para resolver seus eventuais problemas.

  • A Escola: O que é o sistema Flight Center?

    É um sistema exclusivo, totalmente informatizado, onde são registradas todas as informações referentes a cada aluno. Por meio de um Login, o aluno pode acessar os seus dados: agendamento de voos, voos realizados, horas de voo acumuladas, avaliações e recomendações dos instrutores, entre outras facilidades. Esse sistema também permite que a escola avalie a evolução de cada aluno e possa ajudá-los a atingir mais rapidamente o nível de excelência desejado.

  • A Escola: Precisarei me alojar na escola, como devo proceder?

    Na própria Secretaria da escola serão fornecidas todas as informações relativas ao alojamento. Com a disponibilidade de alojamento os alunos não se preocupam em ter um gasto muito alto com hotel ou aluguel de uma casa, já que maioria fica na escola apenas o tempo necessário para a conclusão de seu curso.

  • A Escola: Quais são os cursos que eu posso realizar na EJ?

    Na EJ você tem a disponibilidade de realizar os seguintes treinamentos:
    - Piloto Privado de Avião (PPA) - Teórico e prático
    - Piloto Comercial de Avião (PCA) - Teórico e prático
    - Voo em aeronaves multimotoras (MLTE)
    - Voo por instrumentos (IFR)
    - Instrutor de Voo de Avião (INVA) - Teórico e prático
    - Piloto Agrícola (PAGA)
    - Jet Trainer (Airbus A320 ou Boeing 737NG)
    - Revalidação de habilitações.
    - Familiarização Garmim 1000.

    - Curso Superior de Pilotagem Profissional de Aeronaves.

  • A Escola: Quando eu chegar na EJ, onde preciso ir?

    Assim que chegar na escola, em qualquer uma das duas bases, dirija-se até o Departamento Comercial da escola, ali será encaminhado até o departamento que corresponda a sua necessidade.

  • A Escola: Segurança é levada a sério na EJ?

    Este tema é, e sempre será de extrema importância na aviação. Portanto, os alunos são instruídos a manter um alto padrão de segurança, como exemplo, realizando sempre a Inspeção Pré-voo.

  • A Escola: Terei disponibilidade de aeronave no horário que eu escolher?

    Apesar do grande número de alunos geralmente presentes na escola, a EJ dispõe de mais de 50 aeronaves, portanto, indisponibilidade de aeronaves é um problema que o aluno não enfrentará.

  • Instrutor de Voo: Após o PCA, qual a próxima etapa?

    Você poderá realizar treinamento para Instrutor de Voo ou ainda voar em aviões de pequeno porte, acumulando experiência para prosseguir na sua carreira.

  • Instrutor de Voo: As horas de voo do curso de INVA eu vou realizar em qual avião?

    O mais indicado para este curso é o Cessna 152, Tupi ou Cessna 172.

  • Instrutor de Voo: Como é a etapa teórica do curso de Instrutor de Voo?

    O curso é realizado por professores capacitados e é dividido em 10 matérias:
    - Relações Interpessoais
    - Recursos Audiovisuais
    - Instrutor e a Comunicação
    - Fichas de Voo
    - Briefing e Debriefing
    - Medicina Aeroespacial
    - Direitos Aeronáuticos
    - Segurança de Voo
    - Sistema de Aviação Civil
    - Processo Ensino – Aprendizagem

  • Instrutor de Voo: Como faço para me tornar um Instrutor de Voo (INVA)?

    O curso de Instrutor de Voo trata-se de uma ótima opção para quem deseja adquirir experiência antes de buscar novas oportunidades na aviação comercial. O curso de INVA permite, ainda, que o piloto atue como Instrutor em escolas de aviação civil, como a EJ. Este curso também é dividido em etapa teórica e prática.

  • Instrutor de Voo: E a fase Prática de INVA? Como funciona?

    O curso está dividido em 30 horas de voo, sendo:
    - 04 horas de adaptação;
    - 17,5 horas de preparação ao instrutor;
    - 07 horas de navegação;
    - 1,5 de voo de cheque com examinador credenciado pela ANAC.

  • Instrutor de Voo: O que eu ganho com sendo um Instrutor de Voo?

    Experiência! Fundamental para quem deseja seguir mais além na aviação, podendo optar por voar na Linha Aérea Comercial, Executiva ou até mesmo na Aviação Agrícola.

  • Instrutor de Voo: Quais são os requisitos para me tornar Instrutor de Voo?

    Para o curso de Instrutor de Voo o candidato precisa ter os seguintes pré-requisitos:
    - 18 anos de idade.
    - 2º Grau completo.
    - Ser portador da Licença de Piloto Comercial.
    - Ser portador do Exame Médico de 1ª Classe.

  • Jet Training: O que é o Jet Training?

    Esse treinamento visa fornecer conhecimentos sobre aeronaves a reação, sistemas EFIS, navegação inercial, manuseio dos computadores de bordo (FMS), peso e balanceamento, performance, gerenciamento de cabine, "Crew coordination" e áreas de responsabilidades dos pilotos. O aluno ainda tem a vantagem de poder escolher um dos 2 simuladores da EJ, o Airbus A320 ou Boeing 737NG, optando pela aeronave que mais lhe agrade.

  • Piloto Agrícola: As horas de voo do curso de PAGA eu vou realizar em qual avião?

    São utilizadas 3 aeronaves no curso de piloto agrícola.
    - Citabria: usado no treinamento inicial, para adaptação em aeronaves convencionais/agrícolas.
    - Pawnee: utilizada no treinamento intermediário.
    - Ipanema: por ser largamente empregada na aviação agrícola, esta aeronave é utilizada na etapa avançada. Estes aviões são equipados com GPS, instrumento que auxilia a balizar o voo durante os trabalhos de pulverização.

  • Piloto Agrícola: Como é a etapa teórica do curso de Piloto Agrícola?

    O curso é realizado por professores capacitados e é dividido nas seguintes matérias:
    - Aspectos Históricos
    - Aspectos Econômicos e Estatísticos
    - Segurança de Vôo e Prevenção de Acidentes
    - Legislação Aeronáutica
    - Legislação do Ministério da Agricultura e do Abastecimento
    - Regulamentos de Tráfego Aéreo
    - Produção Agropecuária
    - Aeronaves Agrícolas
    - Tecnologia de Aplicação Aeroagrícola
    - Planejamento Operacional
    - Medicina de Aviação
    - Primeiros Socorros
    - Toxilogia
    - Usos especiais da Aviação Agrícola

  • Piloto Agrícola: Como é o curso Piloto Agrícola (PAGA) na EJ?

    Ser um piloto agrícola requer grande habilidade e conhecimentos específicos. A EJ foi pioneira na instrução de piloto agrícola. O curso contempla parte teórica e prática, sendo que na fase prática utiliza os aviões Citabria para treinamento básico; Pawnee, para treinamento intermediário e Ipanema, para treinamento avançado. Todos são equipados com GPS e, na retaguarda, a EJ conta com uma equipe de instrutores do mais alto gabarito.

  • Piloto Agrícola: E a fase Prática de PAGA? Como funciona?

    O curso está dividido em 31 horas de voo, sendo:
    - 12 horas de treinamento básico/DGPS.
    - 19 horas de treinamento avançado.

  • Piloto Agrícola: Existe outro treinamento relacionado a esta área?

    Além de atuar como piloto agrícola, você também pode se especializar no combate a incêndios florestais, que é mais uma opção que a EJ oferece. Você ainda poderá usar sua experiência para seguir carreira como piloto de linha aérea ou na aviação executiva.

  • Piloto Agrícola: Quais são os requisitos realizar o curso de Piloto Agrícola?

    - Ser portador da licença de Piloto Comercial.
    - Ter no mínimo 370 horas de voo.

  • Piloto Comercial: Após o PPA, qual a próxima etapa?

    A próxima fase é o curso de Piloto Comercial (PCA). Este curso é o primeiro rumo à profissionalização. A EJ oferece o treinamento teórico e prático que permite ao piloto avançar com segurança em sua carreira. Paralelamente, o piloto pode fazer os cursos de Multimotor (MLTE) e Voo por Instrumentos (IFR).

  • Piloto Comercial: As horas de voo do curso de PCA eu vou realizar em qual avião?

    Vários aviões são utilizados de acordo com as características do voo.
    - Cessna ou Tupi: horas visuais.
    - Simulador de Voo MFD X-Plane: horas de adaptação em voo por instrumentos (IFR).
    - Tupi, Cessna 172 G1000 ou Corisco Turbo: horas de voo por instrumentos (IFR).
    - Sêneca: horas de voo em aeronaves multimotoras.

  • Piloto Comercial: Com o curso de Piloto Comercial eu posso fazer o que?

    Você poderá pilotar aviões monomotores e multimotores em condições visuais e de voo por instrumentos (IFR), para voar sob condições adversas.

  • Piloto Comercial: Como é a etapa teórica do curso de Piloto Comercial?

    O curso é realizado por professores capacitados e é dividido nas matérias, dando ênfase especial as matérias da prova da ANAC em destaque:
    - Aerodinâmica e Teoria de Voo;
    - A Aviação Civil;
    - Conhecimentos Técnicos (motores à reação);
    - Física;
    - Inglês;
    - Instrução Aeromédica;
    - Matemática;
    - Meteorologia;
    - Navegação Aérea (IFR);
    - O Piloto Comercial de Avião;
    - Regulamentação da Aviação Civil;
    - Regulamentação da Profissão de Aeronauta;
    - Regulamentos de Tráfego Aéreo (IFR);
    - Segurança da Aviação Civil contra atos de interferência ilícita;
    - Segurança de Voo;
    - Teoria de Voo.

  • Piloto Comercial: E a fase Prática de PCA? Como funciona?

    O curso está dividido em 150 horas de voo, sendo que as horas de PPA já estão inclusas:
    - 70 horas de voo visual, local e rota.
    - 40 horas de voo em simulador.
    - 25 horas de voo por instrumentos.
    - 2,5 de vôo de cheque com examinador credenciado pela ANAC.
    * incluso curso IFR

  • Piloto Comercial: O que é o curso de Multimotor (MLTE)?

    No curso de MLTE o piloto estará apto a voar aviões com mais de um motor, realizando um treinamento mais amplo e avançado, com emergências monomotoras entre outras. Este treinamento é composto de 14 horas de voo, incluindo o voo de cheque.

  • Piloto Comercial: O que é o curso de Voo por Instrumentos (IFR)?

    No curso de IFR o piloto estará apto a voar em condições meteorológicas adversas, utilizando apenas os instrumentos de bordo, sem nenhuma outra referência externa.

  • Piloto Comercial: Quais são os requisitos para me tornar Piloto Comercial?

    Para o curso de Piloto Comercial o candidato precisa ter os seguintes pré-requisitos:
    - 18 anos de idade.
    - 2º Grau completo.
    - Ser portador da Licença de Piloto Privado.
    - Ser portador do Exame Médico de 1ª Classe.

  • Piloto Privado: As horas de voo do curso de PPA eu vou realizar em qual avião?

    A aeronave mais recomendada para esta etapa da carreira é o Cessna 152, considerada hoje como a melhor aeronave treinadora de pilotos do mundo. As horas noturnas são realizadas com o EMB-712 (Tupi) ou Cessna 172.

  • Piloto Privado: Com o curso de Piloto Privado eu posso fazer o que?

    Pilotar aviões monomotores em condições visuais. Mas o curso de PPA não habilita o piloto a trabalhar profissionalmente. Para que o piloto possa exercer a função, é necessário realizar o curso de Piloto Comercial.

  • Piloto Privado: Como é dividido o curso prático de PPA?

    O curso está dividido em 46 horas de voo, sendo:
    - Fase I: Pré-Solo (PS) - 19,5 horas
    - Fase II: Aperfeiçoamento (AP) - 10,5 horas
    - Fase III: Navegação (NV) - 10 horas
    - Fase IV: Noturno (NT) - 3 horas
    - Avaliação final de curso - 1,5 horas
    - Avaliação ANAC - 1,5 horas.

  • Piloto Privado: Como funciona a parte Teórica do curso de Piloto Privado (PPA)?

    O curso é realizado por professores capacitados e é dividido nas matérias abaixo, dando ênfase nas disciplinas em destaque, que estarão presentes na prova da ANAC:
    - A Aviação Civil;
    - Combate ao fogo em aeronave;
    - Conhecimentos Técnicos de Aeronaves;
    - Medicina de Aviação;
    - Meteorologia;
    - Navegação;
    - Palestra "O piloto privado - avião";
    - Regulamentação da Aviação Civil;
    - Regulamentos de Tráfego Aéreo;
    - Segurança de voo;
    - Teoria de voo.

  • Piloto Privado: O que eu preciso para ingressar na carreira de Piloto Civil?

    O curso de Piloto Privado (PPA) é o primeiro passo para quem deseja se tornar um piloto profissional. O curso total é dividido em duas etapas: teórica e prática. A EJ oferece o curso teórico na modalidade intensivo com duração de 6 semanas, e também na modalidade EAD. Ao final desta primeira etapa o aluno se submeterá a uma prova teórica da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil). Caso seja aprovado, estará apto a seguir com o treinamento prático, este com duração aproximada de um mês. No final da etapa prática o candidato realizará um voo de avaliação (Cheque) com um Examinador Credenciado da ANAC.

  • Piloto Privado: Quais são os requisitos para começar como Piloto Privado?

    Para o curso de Piloto Privado o candidato precisa ter os seguintes pré-requisitos:
    - 18 anos de idade.
    - 2º Grau completo.
    - Ser portador do Exame Médico de 2ª Classe.


Aluno voa e navega solo. De verdade.
Este é um princípio de formação de
aviadores na EJ Escola de Aeronáutica

Ver Video


    Mural Informativo


  • 2021: EJ Taxi Aéreo inicia decolagem sólida

    O Taxi Aéreo do Grupo EJ está em operação há pouco mais de um ano e meio. Até o momento, operava com apenas uma aeronave, o nosso Citation Jet. Durante este período, trabalhamos sem o objetivo de atingir a capacidade máxima nas escalas de voos. Para nós, era como se fosse um projeto piloto.Não operar em capacidade total, principalmente no começo, foi uma estratégia conservadora que escolhemos. De aviação sempre conhecemos, afinal, nós, fundadores da EJ, fomos comandantes de grandes jatos internacionais e criamos o que é hoje o maior centro de formação de pilotos da América Latina. Entretanto, não tínhamos todo o domínio do ramo do taxi aéreo. É uma operação com peculiaridades que vão muito além de decolar do ponto A e pousar no ponto B em segurança.Uma “decolagem lenta” nos deu tempo de ajustar todos os procedimentos internos. Desde operações, segurança de voo, até qualidade de atendimento. Nosso foco sempre foi a excelência e a pontualidade. Com mais tempo entre uma operação e outra, houve a oportunidade de pensar em cada detalhe. Em nosso pensamento, não bastava apenas cumprirmos os regulamentos governamentais e de treinamentos internacionais das tripulações. Nós precisávamos estar à frente, sendo mais rigorosos que os padrões exigidos.Deu certo. Foi um crescimento constante e seguro. Agora demos o segundo passo: começamos a incluir mais aeronaves na frota e aumentar o número de tripulantes. O segundo avião é um Seneca. Começou a operar essa semana. É uma aeronave bimotora extremamente versátil. Para sermos um Taxi Aéreo completo, no Brasil, precisávamos oferecer essa opção. O Seneca cumpre voos que o jato não cumpre. É perfeito para voos mais curtos, em raios de até 800 km, ou quando são operações em pistas despreparadas, como as de fazendas. Agora estamos cumprindo um amplo espectro do ramo. Além disso, o Seneca também é um avião muito seguro e confiável.Assim ampliamos nossa equipe e contratamos mais pilotos. Para nós, não houve nenhuma dificuldade em promover instrutores mais experientes da EJ e professores da EJ - Escola Superior de Aviação Civil, para a aviação executiva. Afinal, eles estavam sendo preparados para isso, tanto para o mercado em geral, de linha aérea, como aviação executiva.Estamos prontos para ampliar cada dia mais nossa escala e frota, de acordo com as necessidades do marcado. Nossos clientes estão gostando e sempre retornam. Além disso, poderemos oferecer oportunidades para mais e mais pilotos. É interessante dominar todo o ciclo, desde a formação básica, comercial, de nível superior, e agora, até oportunidades de trabalhos na aviação executiva.Devagar o Brasil está retomando. As oportunidades também. O mundo andava um pouco em marcha lenta em 2020. Foi a necessidade do momento. Agora há muito a fazer e há muitos horizontes para explorar, com a mesma qualidade de sempre.Edmir Gonçalves e Josué Andrade, diretores.

  • O que fizemos em 2020 e o que esperar de 2021

    Em 2020 houve uma queda na procura por voos em todo o mundo. A pandemia de COVID-19 foi a causa. Já no fim do ano, com uso de máscaras e outras precauções, parte dos voos começavam a retomar. Agora, com o processo de vacinação se iniciando no mundo todo, a tendência é esse processo se acelerar.Na EJ, mesmo não sendo uma empresa de transporte aéreo, onde o risco é menor devido aos aviões serem apenas para instrução, também houve uma queda: voou apenas 20 horas mil em 2020. “Seguindo as recomendações sanitárias, paramos quase todos os voos por alguns momentos, mas alguns não pararam em momento nenhum, como os recheques de pilotos agrícolas”, diz Josué Andrade, diretor da EJ.Oportunidade de repensar manuais e processosMuitos ex-intrutores da EJ já seguiam suas carreiras como aviadores em grandes empresas aéreas. Com a redução dos voos na aviação regular, boa parte deles ficou de licença ou com grandes folgas. Neste momento a EJ aproveitou essa mão de obra especializada para evoluir nos procedimentos internos. “Eles estavam nas companhias aéreas e puderam trazer suas experiências e últimas percepções do mercado para os procedimentos internos”, afirma Edmir Gonçalves, diretor da EJ. “Uma revisão geral em todos os nossos manuais, tanto na questão de qualidade de ensino, como na evolução do que é sempre a preocupação principal da aviação, a segurança, foi importante”, complementou.Novas aulas EADA EJ montou um estúdio de gravação em sua base Itápolis e repensou toda a qualidade das aulas em vídeo. Ex-instrutores que voavam em linhas aéreas, em conjunto com os instrutores atuais, já gravaram mais de 300 horas de aulas, boa parte delas já editadas e na plataforma EAD da escola.“A gente fez uma linha de produção. Conseguimos colocar o foco em regravar tudo com as melhores tecnologias atuais, tanto de imagem, quanto de som. Além disso, os conteúdos foram melhorados. Acredito que a evolução do EAD devido a pandemia vai ficar para sempre.”, afirma Josué Andrade.“Nesse momento que parou tudo, nós buscamos esses profissionais e trouxemos para dentro do estúdio.Inglês, ground school. CRM, RVSM, PBN, curso de comissário… Fizemos tudo que podia somar”, complementou. Nova Unidade Americana-SPA unidade Americana, cidade próxima a Campinas, já está em pleno funcionamento, mas devido aos voos de formação não terem retomado ainda em sua capacidade total, sua operação ainda não atingiu a capacidade máxima. “A ideia é ser mais uma opção para os aviadores. É é uma área de voo menos burocrática e os alunos podem aproveitar mais suas horas de voo”, afirma Gonçalves.“Vamos ver como ficam as recomendações sanitárias, mas a ideia é fazer uma pequena inauguração formal, respeitando distanciamento social, no fim de janeiro”, diz Josué Andrade.Melhorias na frotaCom a demanda de voos retraída, alguns aviões puderam ser retirados da frota de voos do dia a dia. “Os aviões sempre estiveram em estado de excelência na manutenção, mas com menos voos, os próprios mecânicos sugeriram trabalhar em outros pontos, como melhorias em estofamento, acabamento interno e novas ideias de pinturas”, afirma Josué Andrade.EJ Taxi AéreoUma empresa do grupo que fortaleceu em 2020 foi a EJ Taxi Aéreo. “Melhorou em todos os seus aspectos. Muitos voos foram necessários até para que poucas pessoas viajassem por vez, seguindo as recomendações gerais”, afirma Josué.Além disso, houve nova formação de pilotos para o Taxi e sistematização mais consistente, maximizando o uso das aeronaves. “Com tudo informatizado, os procedimentos melhoraram, minimizando possíveis atrasos nas operações e reduzindo os preços”, complementou.Simulador A320 na EJ-ESAC - Escola Superior de Aviação CivilO simulador de Airbus A-320 foi modernizado e transferido para a Faculdade EJ, assim integrando no curso as noções de gerenciamento de cabine, entre outras necessidades do mercado. “Nossa proposta, desde o início, foi fazer mais do que o exigido pelo MEC (Ministério da Educação), e agora melhoramos mais o curso, colocando partes integrantes da formação de um piloto de linha aérea direto na faculdade. Gerenciamento de cabine, juntamente com um inglês reforçado, é essencial para a formação de um bom aviador”, diz Josué.O que esperar de 2021?Com os avanços na vacinação e tratamentos em estudo, é muito provável que os voos voltem a algo próximo ao normal já no segundo semestre. “As aulas em EAD, gravadas ou ao vivo, se tornarão parte integrante do ensino, como apoio, mas quando falamos em aviação, nada supera as aulas com os alunos sentindo o cheiro de gasolina e querosene”, afirma Andrade.

  • Lista dos Aprovados para o Curso de Pilotagem Profissional de Aeronaves - 2021

    A EJ Faculdade de Tecnologia em Aviação Civil divulga abaixo a lista (em ordem alfabética) dos APROVADOS no processo seletivo do Curso Superior de Pilotagem de Profissional de Aeronaves para o primeiro semestre de 2021, realizado no dia 06/12/2020:- Alberto de Paula Edwards Neto- Antonio Henrique Teodoto Agudo- Bruno Gonçalves Tapparo- Enzo Braga Nonaka Domingos- Felipe Ruan Rezende Pontes- Fernanda Aimee Lins- Gabriel Augusto Bartholomeu- Gabriel Brocco Dalla Bernardina- Gabriel Castilho Rossi- Gabriel Flach Prates- Gabriel Gamas Giuntini- George Benevides Jorge Junior- Giulia Dótele Pandolpho- Giulianna de Sousa Rodrigues- Guido Dantas Neto- Guilherme Silva e Souza- Heloisa Fernanda Zaczeski- Igor Rafael Valavares Prestes- Isabelle Santos de Alencar- Thiago Marquito Figueiredo- Jairo de Carvalho Santos Neto- João Gabriel Araújo Soares- João Vitor Ferreira Mizubuti- José Henrique de Lima Freitas- Juan Caio Paronitti Galera- Leonardo Spulverato Macedo- Lucas Jorge Prevelatto- Lucas Oliveira Resende Yancovitz- Marco Antonio Muniz- Mohammad Eyad Al Shehaded- Omir Ienne Inglês de Sousa- Rafael Baungart- Rafael Bezerra Barros- Sophia Leite Kurgan- Thiago Heloizio Raggio de Araújo Gonçalves- Victória Beraha de Mello Rodrigues- Vitor Hugo Vicente Bronzato* Os candidatos que foram reprovados no vestibular não aparecem nesta lista. Aos aprovados, as matrículas serão realizadas entre os dias 14/12/20 a 18/12/20, e de 04/01/21 a 28/01/2021. Fiquem atentos, pois havendo vagas remanescentes, será aberta segunda chamada do vestibular e provas agendadas em janeiro/21.Os documentos exigidos para a matrícula deverão ser enviados para o e-mail da Secretária Acadêmica secretaria.academica@ej.com.br digitalizados no formato PDF. São eles:- Certificado de Conclusão do Ensino Médio ou equivalente;- Histórico Escolar de Conclusão do Ensino Médio ou equivalente;- Prova de quitação do Serviço Militar ou Certificado de Alistamento Militar, se do sexo masculino;- Certidão de Nascimento ou Casamento;- Título de Eleitor com comprovante de votação da última eleição;- Duas fotos 3x4 recentes;- Cédula de Identidade:- CPF.Parabéns aos aprovados. Bons voos.

Homologação ANAC
Número 051

DOU 03/05/18

Tel.: Itápolis-SP: 55 16 3263-9160 - Jundiaí-SP 55 11 4815-1984

Americana-SP 55 19 3467-4454 - Campo Verde-MT 55 66 3419-4157