EJ - Escola de Aviação Civil


Vídeos

Upset Recovery

Vídeo: conheça nossos aviões,
simuladores, infraestrutura e saiba
mais sobre a nossa escola

Confira o vídeo


    Mural Informativo


  • PROJETO PILOT TRAINEE - Programa de estágio EJ.

    Mais uma vez o grupo EJ abre suas portas aos seus clientes, dessa vez com um intuito que vem de encontro ao nosso principal objetivo de FORMAR PILOTOS DE QUALIDADE. Pensando nisso a EJ Escola de Aviação Civil e a EJ Faculdade, apresentam o programa de estágio Pilot Trainee. O principal objetivo do programa de estágio da EJ é recrutar e desenvolver mentes diferenciadas e com notável capacidade de desenvolvimento futuro na aviação. É a oportunidade de jovens ainda sem experiência profissional, imergirem no mundo da aviação, desenvolvendo múltiplas facetas de desenvolvimento pessoal, profissional e humano: - Liderança. - Capacidade de comunicação. - Criatividade. - Flexibilidade. - Capacidade de solução de problemas. - Proatividade. - Habilidade para trabalhar em equipe. É a real oportunidade de desenvolver talentos e habilidades criativas, de gestão e operacionais dentro do ambiente da aviação civil. O programa conta com 160 horas de estágio remunerado, distribuído em 2 meses, onde o aluno será inserido dentro do ambiente organizacional da maior escola de aviação da América Latina, podendo entender cada etapa da organização para formação de nossos alunos. O programa bimestral inicia hoje a sua primeira etapa, com seus primeiros 10 estagiários distribuídos nas bases operacionais EJ, sendo 5 oportunidades na base Itápolis-SP, 3 na base Jundiaí-SP, 1 em Americana-SP e 1 em Campo Verde-MT. Voe mais alto!  

  • Vídeo: entenda como é o curso de Jet Training

    Veja o vídeo sobre o Jet Training EJ. Conheça nosso simulador do Airbus A320.

  • 2021: EJ Taxi Aéreo inicia decolagem sólida

    O Taxi Aéreo do Grupo EJ está em operação há pouco mais de um ano e meio. Até o momento, operava com apenas uma aeronave, o nosso Citation Jet. Durante este período, trabalhamos sem o objetivo de atingir a capacidade máxima nas escalas de voos. Para nós, era como se fosse um projeto piloto.Não operar em capacidade total, principalmente no começo, foi uma estratégia conservadora que escolhemos. De aviação sempre conhecemos, afinal, nós, fundadores da EJ, fomos comandantes de grandes jatos internacionais e criamos o que é hoje o maior centro de formação de pilotos da América Latina. Entretanto, não tínhamos todo o domínio do ramo do taxi aéreo. É uma operação com peculiaridades que vão muito além de decolar do ponto A e pousar no ponto B em segurança.Uma “decolagem lenta” nos deu tempo de ajustar todos os procedimentos internos. Desde operações, segurança de voo, até qualidade de atendimento. Nosso foco sempre foi a excelência e a pontualidade. Com mais tempo entre uma operação e outra, houve a oportunidade de pensar em cada detalhe. Em nosso pensamento, não bastava apenas cumprirmos os regulamentos governamentais e de treinamentos internacionais das tripulações. Nós precisávamos estar à frente, sendo mais rigorosos que os padrões exigidos.Deu certo. Foi um crescimento constante e seguro. Agora demos o segundo passo: começamos a incluir mais aeronaves na frota e aumentar o número de tripulantes. O segundo avião é um Seneca. Começou a operar essa semana. É uma aeronave bimotora extremamente versátil. Para sermos um Taxi Aéreo completo, no Brasil, precisávamos oferecer essa opção. O Seneca cumpre voos que o jato não cumpre. É perfeito para voos mais curtos, em raios de até 800 km, ou quando são operações em pistas despreparadas, como as de fazendas. Agora estamos cumprindo um amplo espectro do ramo. Além disso, o Seneca também é um avião muito seguro e confiável.Assim ampliamos nossa equipe e contratamos mais pilotos. Para nós, não houve nenhuma dificuldade em promover instrutores mais experientes da EJ e professores da EJ - Escola Superior de Aviação Civil, para a aviação executiva. Afinal, eles estavam sendo preparados para isso, tanto para o mercado em geral, de linha aérea, como aviação executiva.Estamos prontos para ampliar cada dia mais nossa escala e frota, de acordo com as necessidades do marcado. Nossos clientes estão gostando e sempre retornam. Além disso, poderemos oferecer oportunidades para mais e mais pilotos. É interessante dominar todo o ciclo, desde a formação básica, comercial, de nível superior, e agora, até oportunidades de trabalhos na aviação executiva.Devagar o Brasil está retomando. As oportunidades também. O mundo andava um pouco em marcha lenta em 2020. Foi a necessidade do momento. Agora há muito a fazer e há muitos horizontes para explorar, com a mesma qualidade de sempre.Edmir Gonçalves e Josué Andrade, diretores.

Homologação ANAC
Número 051

DOU 03/05/18

Tel.: Itápolis-SP: 55 16 3263-9160 - Jundiaí-SP 55 11 4815-1984

Americana-SP 55 19 3467-4454 - Campo Verde-MT 55 66 3419-4157